Minha vida como gamer

English   |   Código

Quem me conhece sabe que sou um fã de videogames. Aliás, ter escolhido a carreira de programação muito tem a ver com o meu gosto pelos games, pois foi a curiosidade de saber como esses jogos eram feitos que me fez mergulhar no mundo dos computadores e do desenvolvimento de software.

Hoje eu trabalho com programação, mas não de jogos, e ainda tento entender como muita coisa funciona no mundo dos games. Portanto, este post serve para contar um pouco da minha história como um gamer inveterado.

Primeiro Videogame

Atari 2600

Meu primeiro videogame foi um Atari 2600, lembro com grande saudosismo de tardes e mais tardes que gastei com meus primos jogando clássicos como River Raid, Enduro, Pitfall e muitos outros jogos de uma época em que tínhamos gráficos pobres e criatividade rica. Eram grandes disputas e grandes discussões para saber quem era o melhor e conseguir chegar ao "final" de jogos que muitas vezes nem tinham fim.

Lembro-me bem quando ia com meu pai ou minha mãe na Casa e Vídeo e ficava babando em cima da sessão de jogos quase implorando que meus pais comprassem ao menos um jogo para mim. Eu era feliz sem pirataria e não me dava conta :-) Outra forma de conseguir jogos naquele tempo era pegar emprestado com seus colegas ou parentes.

Hoje, de vez em quando, baixo alguns emuladores de Atari no computador apenas para relembrar essa época saudosa e os jogos que marcaram a minha introdução ao mundo dos games na infância.

Segundo Videogame

Turbo Game

O Turbo Game era um clone do Nintendinho 8 bits (NES) fabricado pela CCE aqui no Brasil. A grande vantagem desse brinquedinho é que ele rodava os jogos japoneses e americanos, que vinham com chips de tamanhos diferentes. Outro videogame famoso nessa época era o Phantom System que tinha quase as mesmas características do Turbo Game.

Nessa época eu já tinha amigos na escola e começava a trocar jogos com eles, ou pegar emprestado. Nesse tempo, começaram a surgir também as locadoras de games que era a salvação para quem tinha pouca grana para comprar os jogos.

Alguns jogos que marcaram essa época foram Super Mario Bros 3, Double Dragon, 1942, Bomberman, Contra, o grande e dificílimo Battletoads, Skate Or Die e outros tantos que eu nem consigo mencionar agora.

E chega a era de 16 bits

Super Nintendo

É impressionante como a Nintendo dominou por MUITO tempo o mercado de games, que posteriormente teria o seu posto de primeiro lugar tomado pela Sony. Mas o Super Nintendo foi o console de videogame que eu mais joguei. Nessa época eu já estava no Segundo Grau (hoje Ensino Médio) e ainda mantinha o hábito saudável de trocar e alugar jogos para videogame. O controle do Super Nintendo era extremamente suave e fácil de ser utilizado, além de ter introduzido os botões L1 e R1 que melhoraram a jogabilidade significativamente.

Além disso, o Super Nintendo foi o primeiro console que tornou possível trazer franquias famosas das máquinas de fliperama para o nosso videogame doméstico. Jogos como Street Fighter II, Final Fight e Mortal Kombat apareceram no console e fizeram a alegria de vários gamers que como eu gastavam o seu suado dinheiro da mesada em fliperamas no bairro.

Um jogo que eu joguei demais nesse console foi Superstar Soccer. Lembro de disputas memoráveis com colegas de escola nesse jogo e lembro que poucos conseguiam jogar de igual para igual comigo nesse game. Começava nessa mesma época a surgir também os campeonatos de futebol no videogame e foi bem legal participar com os colegas nessa modalidade de jogo.

Jogando no PC

Alienware

Depois de possuir um Super Nintendo, eu parei de jogar em consoles por um bom tempo e me dediquei a jogar apenas no PC. Foi então que conheci os RPG's e jogos de estratégia em tempo real que fizeram a minha alegria durante um bom tempo. O primeiro Resident Evil joguei no PC, jogos de corrida também eram bem legais de jogar no PC. Mas chegou um certo tempo que era muito chato ter de ficar instalando e desinstalando jogos no PC, formatar o PC MUITAS VEZES por causa dos jogos e então, como eu já tinha começado a trabalhar, resolvi voltar para os consoles. Isso nos leva a próxima fase da minha vida nos games.

Enfim, um Playstation 2

Playstation 2

Comprei meu Playstation 2 quando quase todo mundo tinha um. Encomendei o meu pela Internet e fiquei numa angústia danada porque a loja não era muito conhecida e na época os Correios estavam em greve. O meu PS2 era desbloqueado e sim, nessa época eu virei um gamer pirata, todo mundo fazia isso, mas hoje eu não tenho muito orgulho disso na verdade. Não joguei tantos jogos assim no PS2, mas pude finalmente voltar a jogar o bom e velho futebol com a série Winning Eleven (e suas muitas modificações) e conheci um jogo que considero hoje uma das maiores obras-primas da história dos videogames, Metal Gear Solid 3. Revolucionário, inovador, fenomenal, esse jogo conseguiu me prender por um bom tempo na plataforma, e por fim, um dos últimos jogos que me prenderam no PS2 foi Final Fantasy XII, nunca tinha jogado nenhum jogo da série, mas gostei desse e fiquei entretido com ele durante um bom tempo.

Chegamos na era atual

Playstation 3

Atualmente sou um homem casado, aliás MUITO bem casado, e possuo basicamente 2 fontes de entretenimento com jogos em casa. Um iPod Touch e depois de negociar com a minha esposa (obrigado amor!), tenho hoje um PS3, e um dos primeiros jogos que fiz questão de ter no PS3 foi Metal Gear Solid 4 e depois adquiri Fifa 10, pois agora Fifa superou a série Winning Eleven/PES como melhor franquia de futebol do mundo dos games. Não sou mais um gamer pirata e sou feliz assim.

Bom, é isso. Fiz esse post mais para guardar como uma memória da minha jornada através de vários consoles até chegar ao ponto em que estamos hoje. Tive a oportunidade de jogar diversos consoles e cada um deles marcou de certa forma, a vida desse que vos fala. É difícil explicar para quem não joga, o fascínio que os videogames causam nas pessoas.

Enfim, quem ler esse post, poste quais consoles já teve e o que o faz ser fascinado por games.

Referências:

Casado Que Joga

100 Melhores Jogos de NES para Jogar Online

7 Gerações de Consoles explicadas

Comments powered by Disqus
Share